Artistas de Moçambique: Ostentação Vs Realidade


Muitos vão perguntar o porquê da escolha deste assunto. Confesso, escolhi por vontade e mais nada. Estava numa conversa com amigos e fiquei chocada com as coisas que ouvi sobre os nossos artistas, ou músicos, se preferirmos, desde aqueles que parecem mais sérios até aqueles que sabemos que não cantam nada, só andam por ai a fazer exposições e ostentações.

Sabe-se que aqui em Moçambique qualquer um que decide cantar só inventa uma letra (por mais que não tenha sentido, desde que dê para mexer o esqueleto, ou em outras palavras, dançar, os moçambicanos adoram) e esse cara vira cantor. São tantos que entraram no mundo da música desse jeito e estão lá, uns só fizeram a famosa música e pronto, outros com um pouquito mais de sorte fazem algumas boas e permanecem por algum tempo, mas sempre desaparecem do mapa.

Artistas de Moçambique: Ostentação Vs Realidade

Embora demasiado literal, é um modelo perfeito.

Por questões óbvias não vou citar nomes no texto. Mas alguns os moçambicanos conhecem os tais cantantes. É muito triste, vergonhoso e penoso, encontrar um cantor de renome na praça que já realizou diversas viagens para actuar fora de Moçambique sem uma casa própria.

Aqui não serve a justificação de que a vida está difícil, porque está assim para todos nós, mas é uma questão de prioridades e de sacrifícios. Escolher o que queremos ser hoje a pensar no amanhã. Temos cantores na praça que actuam com caches milionários, fazem publicidades e ganham um bom dinheiro, mas no lugar de aproveitar quando a vida ainda está de bem para se organizar preferem pular de hotel para hotel, ou mais grave ainda, vivendas, entre apartamentos.

Arrendar um apartamento não faz mal. Ir a um hotel para passar um final de semana com um pouco de luxo também é normal, mas a partir do momento em que não queremos sair de um hotel, fazemos deste a nossa casa, onde passamos dias, meses, opa já estamos em sede de um grande exagero, até para os tipos cheios da mola.

Temos cantores que viviam assim quando ainda estavam por cima. Esqueceram-se que a vida tem altos e baixos. E diz o adágio popular que um dia é da caça o outro do caçador. Concordo plenamente.

Nós, outros (que fazemos parte do povo) na primeira oportunidade que temos de pegar um dinheiro extra corremos para comprar um terreno e erguer uma casa, mas eles como se consideram estrelas não podem passar por esse processo, preferem gastar milhares de meticais a arrendar casa e a mudar de uma para outra.

Resultado disso, morrem desgraçados e depois reclamam dos valores que são pagos. A vida está cara para todos os moçambicanos. Uma coisa que pode parecer engraçada é que até os trabalhadores normais que ganham um salário mínimo tem uma casa condigna para viver tranquilamente.

Porque os nossos cantantes não podem fazer o mesmo? Seguir exemplos dos músicos estrangeiros que investem muito bem (pelo menos alguns) no seu futuro….os nossos preferem viver de aparências, a tomar champanhes caríssimos, andar em carrões, vestir a última roupa, no lugar de ter uma casa.

Só vou falar de alguns casos que acompanhei. Uma vez, estava eu numa casa de pastos daquelas bem badaladas de Maputo e aparece um cantor (tinha sumido dos palcos há um tempão) trazia um copo de cerveja heineken, foi sentar-se numa mesa. Tomou cerveja 2M e ficou numas gargalhadas e tal (nesse local final de semana há promoção, uma compra uma caneca de cerveja e ganha outra) …não é que para o meu espanto geral e absoluto, o tipo levanta para ir embora pega na mesma heineken que trazia a entrada. Fiquei indignada. Existe tanta gente chique que toma 2M sem problema, não percebi o porquê daquela atitude.

Outro episodio que acompanhei foi de um cantante bem conhecido e tal que foi convidado para fazer uma publicidade e em troca devia escolher entre um carrão e uma casa tipo três, numa zona bem localizada e tal. Adivinhem o que ele escolheu? O carro e até hoje não tem casa e o carro está estacionado porque não tem como alimenta-lo.

Levantei este assunto porque recentemente soube de um cantor que sofreu acidente e teve que ir ao país vizinho para operar, ele ficou “pendurado” por falta de dinheiro. Mas, antes disso estava ou está no auge da sua carreira.

Pronto….fui


Subscreva ao nosso Canal no Youtube!


Deixe Seu Email e Receba Artigos em Primeira Mão:



About Vanda Mahumane

Ver Meus Artigos

Editora do portal Moz Maníacos desde 2011. Escrevo sobre Moçambique e sobre os moçambicanos.

A sua opinião faz a diferença. Comente!


22 Comments on this post

  1. hehehehe…triste realidade

    Artur Sulemane / Responder
  2. So pode ser o….

  3. Coisas de Vergonha

    Pinto Roque / Responder
  4. E triste…

  5. You only have money in your mind cause in your pocket empty

    Karalivro Single / Responder
  6. Ya curti a vida agora niguem sabe a hora

    Dionisio Mathe / Responder
  7. Tnx certeza k nao e noxo? Vale pena aceitar i logo logo caminhar pa mudar duk repudiar a realidade. 90% Dos cntres axo ew k vivem com os kotas ou nu aluguer! Reparemos no noxo futuro.

    Gardinal Daimone / Responder
  8. Ah nao nos sujem pa, esse nao é nosso!

    Silvia Macia / Responder
  9. Tipico de pobres.

    Varandinho Ali / Responder
  10. Xtao a falar d kem?

    Jacky Jose Jacky / Responder
  11. Aqui no Brasil acontece muito isso, o sucesso sobe a cabeça e muitos artistas não sabem administrar a fortuna que ganham! Saudações do Brasil amigos.

    Mc Juninho Pitbull / Responder
  12. haa porque tanto luxo na miseria?osttentacao gratuita e oque mais se ve nos nossos dias.faser oque ne” nao ha nada mais que se possa faser a nao ser lamentar

    miguel antonio / Responder
  13. “Uma vez, estava eu numa casa de pastos daquelas bem badaladas de Maputo e aparece um cantor (tinha sumido dos palcos há um tempão) trazia um copo de cerveja heineken, foi sentar-se numa mesa. Tomou cerveja 2M e ficou numas gargalhadas e tal (nesse local final de semana há promoção, uma compra uma caneca de cerveja e ganha outra) …não é que para o meu espanto geral e absoluto, o tipo levanta para ir embora pega na mesma heineken que trazia a entrada. Fiquei indignada. Existe tanta gente chique que toma 2M sem problema, não percebi o porquê daquela atitude.”

    Acho hilário este comentário. Tanto suposição. Não pode ser o caso de ele simplesmente ter prefrência por Heineken? Ele tem que beber 2M só porque está na promoção? Tu viste a atitude como alguém arrogante que não quer beber cerveja local, e eu vi a atitude de alguém que escolheu beber UMA só cerveja quando o resto estava ali a embebedar-se com a promoção. Tudo questão de perspectiva. Tu viste o que quisseste ver, da maneira mais deturpada. Mesmo que ele só quissesse beber Heineken a noite inteira, e dái? Ele tem que beber 2M só porque é local?

    “Outro episódio que acompanhei foi de um cantante bem conhecido e tal que foi convidado para fazer uma publicidade e em troca devia escolher entre um carrão e uma casa tipo três, numa zona bem localizada e tal. Adivinhem o que ele escolheu?”

    Tanto a casa como o carro tem custos de manutenção altos. Flat tem despesas de condominio, custo para mobiliar, etc etc. E imagina que visses o mesmo artista com casa e o caraças a andar a pé? Imagina se visses o mesmo a andar a pé? Ou se visses a ele num chapa? Porque claro, ele é povo né devia se misturar! Imagina o assédio. É fácil julgar as pessoas quando não se está na pele deles.

    Eu acho que cada artista que acaba na miséria é responsável pelos seus actos, não precisamos ficar aqui a julgar a eles como se nós fossemos melhor que eles. Se queremos lhes ajudar, vamos apenas fazer a nossa parte que é ir aos shows e comprar a música deles. O que eles fazem com o dinheiro, é com eles. E se eles não importassem na vida do povo não estarias a falar deles. Pensa nisso. Nada do que tu escreveste aqui vai mudar as decisões deles.

    Ernanio Mandlate / Responder
    • Mas quem disse qundo a pessoa se torna estrela vira automaticamente um extra terrestre? olha o Azagaia, eu vejo como um exemplo de humildade e razao pelo qual foi mal compreedido ao aparecer num show de chpa 100. kem vive em sociedade xta sujeito a critica, razao pelo qual muitos tiveram tanto dinheiro e queimaram e ultimamente andam frustrados.

      Amisse Omar / (in reply to Ernanio Mandlate) Responder
  14. O que se vive em Moçambique é muito triste mesmo, fico feliz pelos assuntos que abordas ca. O maior problema é que gostamos e queros viver como os Chris Brown, Lil Wayne, Rozay e outros, enquanto que em Moz ainda nao ha possibilidades pra imitar a life styles la dos USA. So espero que alguns abram o olhos e isso nao acontece so com os famosinhos, mesmo com os meros mortais desconhecidos como a malta.

    dario humberto / Responder
  15. Muitos dos nossos artista vivem. o presenti e si esquecem do futuro
    gastam dinheiro com roupas carras noites mulheres e bebidas isso e uma cna (passageira) “a vida e uma merda mas cada um escolhi como cagah”

    Lucas khembo / Responder
  16. Vanda, permita-me que lhe felicite pelo belíssimo artigo.
    Muitos de nós não estamos preparados para gerir a fama. Há algum tempo postei no facebook uma reacção diante do descontentamento do “Patrão” por não ter sido convidado à festa de aniversário do Presidente da República. Ele também também lamentava de falta de apoio e que tinha gasto a mesada das filhas para alimentar alguns spots. Mas se esquece de que as suas aparições bombásticas, os carros de luxo não são (ou melhor, não deviam ser) de alguém que necessita de apoio. Aliás, para legitimar mais a sua capacidade financeira, teria doado um cheque de 100.000 mt ao Gabinete da Primeira-Dama.
    Alguns dos nossos famosos ainda andam nas “nuvens” e quando perdem tudo metem-se nas drogas e álcool.
    Fiquei emocionado com o testemunho de Oliver no programa duma das televisões nacionais quando assumiu que teve dinheiro para construir a vida mas gastou tudo com bebidas e mulheres, até chegar ao ponto de não ter dinheiro para “chapa” e optar por TPM.
    Haja luz para iluminá-los (e a todos nós também); e que cada um de acordo com a sua realidade procure se elevar e construir a vida.

    Bento / Responder
  17. Bem dito !!!!!! aqui em Angola a realidade é mesma…

    vm / Responder
  18. Triste noticia,mas esta constitui a verdade.
    E preciso mudarmos de consciencia porque aparentar e sinonimo de mentira

    Fenias Marrindzeze / Responder
  19. há q ter em conta q são esses artistas q viram músicos depois de um só hit q fazem com q se escutemúsica Moçambicana então vamos criticar menos o q é nosso.

    Osvaldo Maria / Responder
  20. Ora viva, pois é, eu assino em baixo, embora não apenas os famosos deviam ter uma mentalidade assim mais avançada (planos para garantir o seu futuro), como temos muitos no anonimato, falo de vários jovens que estão a trabalhar nas empresas e que nelas auferem elevados salários, e que em vez de comprar uma casa ou terreno e começar a construir gastam em coisas banais (festas, curtição, mulheres, bebidas, carros roupa etc etc)… Lembro-me quando comecei a trabalhar e 3 meses depois meu pai me chamou pra uma conversa tipo “Meu filho já agora que trabalhas quais são os teus planos?” Eu de prontidão lhe repsondi que primeiro quero comprar carro e depois alugar uma DP pra viver sozinho, ele abanou a cabeça pra os lados como forma de reprovar o meu conceito… E me perguntou tu vais viver numa casa alugada por quanto tempo? depois de um grande sermão positivo, refleti e pensei comigo mesmo e cheguei a conclusão de que há prioridades na vida: Tudo requer sacrifícios, embora não seja sacrifício nenhum estar a viver em casa dos meus pais ainda, pois hoje já tenho uma propriedade, e já estou a construir a minha própria casa.
    Diferente de muitos jovens que vejo por ai de fatos apertados, relógios de marca, uns até fazem dívidas nos bancos para comprar carro (embora em alguns casos seja mesmo por necessidade), outros nem por isso. Eu sou da ideia que hoje em dia as pessoas vivem em prol do seguinte lema “O que a sociedade irá pensar se eu fizer isto”.
    Que sociedade!!!

    Abraços

    Elton Tivane / Responder
  21. ola. li com alguma tristeza misturada com alegria. tristeza nao porque abordas um tema real e oportuna, mas porque e’ uma verdade que vivemos no nosso dia-a-dia.
    alegria porque em poucas palavras conseguiste despertar a consciencia de muita gente (acredito) sobre a urgencia de viver o momento (o que nao e’ mau), mas tendo presente que o tempo se auto-consome. e’ com o tempo que o tempo vai e deixa as oportunidades desperdicadas. nao terei mais palavras senao dizer bem haja com o teu texto, porque afinal de contas a vida sao momentos.

    PS.: este texto aplica-se muito bem a diversas outras areas de saber e fazer.
    ate sempre

    dario / Responder
    • Ola, Dario…olha é complicadissimo abordar tudo mas fico feliz por saber que falei algo que (quem sabe) pode servir pra reflexao

      Vanda Mahumane / (in reply to dario) Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*