Carta Aberta aos Libertadores da Pátria II

Carta Aberta aos Libertadores da Pátria II

COMPARTILHE

Respondam-me a estas inquietações, sem rodeios!

Quando alguém assume um compromisso, sobretudo de natureza social, deve rigorosamente cumpri-lo sob pena de defraudar os anseios de quem dele espera lealdade. Um compromisso é um pacto social, com o grupo social que se pretende servir.

Quando comecei a escrever estas linhas mostrando as minhas inquietações, eu tinha a plena consciência de que a capacidade de análise não é propriedade somente minha, mas sim um direito inalienável de pensar de todos e liberdade constitucional de cada um colocar publicamente as suas ideias.

Os meus parabéns a todos aqueles que não comungam comigo o mesmo pensamento, mas aceitam debater ideias e não têm o preconceito de que são ideias de colonialismo em todas as suas dimensões e premissas, nacionalismo, patriotismo, regionalismo, capitalismo, imperialismo, corrupção, esclavagismo e racismo, entre outros, ismos que foram combatidos com vista a trazer a construção de uma sociedade equilibrada diferente da que hoje observo: – Um fosso abismal entre novos ricos e os mesmos pobres de ontem.

E a pergunta que paira em mim é: foi este o sentido de orientação da luta de libertação? Se temos companheiros que tombaram porque tinham ideias de enriquecimento ilícito donde vem esta ideia e, porque é que hoje independentes não nos esforçamos no sentido de se enriquecer honestamente e não a custa do erário público e com comissões de delapidação dos recursos públicos que são de todos?

Setembro passado, iniciei a mostra das minhas inquietações que, afinal são de uma maioria significativa dos cidadãos que, diariamente nas barracas, nos “chapas”, nos mercados em convívios, nos falecimentos não falam de mais nada senão indignarem-se com a pergunta ( kasi a huma kwini ye lwe wa nuna a hi disaka a khay khay, a djula yini lepswi a ganyiki), afinal quem é este homem que nos faz comer o pão que o diabo amassou, o que pretende se já está rico?

Senhoras e senhores libertadores da pátria, quando vos pergunto não é porque todos vós estais na lista dos corruptos ou sejam insensíveis é pelo facto do vosso silêncio que aos olhos de todos significa ou medo de quê, não sei, ou aceitação do que se está a passar no pais, ora senão vejamos:

Tal como afirmei anteriormente, o cidadão Joaquim Chissano deixou a Presidência deste país, tendo aceitado transformar a governação do partido único em multipartidarismo, celebrado o acordo geral de paz que devolveu a tranquilidade, irmandade e paz aos moçambicanos.

Entre outras coisas, iniciou a reconstrução do país devastado pela guerra, permitiu a realização de eleições mais ou menos pacíficas e trouxe a liberdade de expressão e de associação e, quando chegou a vez de lhe tirarem saíu e, soubemos anos luz quem o iria suceder.

Sim, houve problemas na governação de Chissano mas não atingiu tamanha dimensão como estamos hoje, por exemplo, com o Presidente Guebuza.

Este, quando iniciou a sua governação começou por ridicularizar o seu antecessor e todos os que com ele governaram de possuírem o espírito do “deixa andar”, mas nenhum de vós se insurgiu, incluindo o próprio Chissano. De quê tinham medo?

Iniciou com o culto de personalidade, mas nenhum de vós se insurgiu, lembrando que na Frelimo os dirigentes são os primeiros no trabalho e últimos nos benefícios.

Quando iniciou com celebração dos seus negócios de uma forma galopante, pegando tudo o que é negócio para si e para a sua filha ninguém se insurgiu de dentro da Frelimo senão os médias a denunciarem e a espera do vosso pronunciamento já que na Frelimo houve pessoas que foram executadas e expulsas porque entendiam de negócios. Será que foram eliminadas para outros entrarem na concorrência?

Então porque nos mentiram dizendo que eram reaccionários?

Quando iniciou a campanha contra a democracia permitindo que jovens incendiassem, perseguissem e espancassem quem não é do partido Frelimo, nenhum de vós se insurgiu, dizendo que a Frelimo é um partido dos moçambicanos. Um partido pacífico, aglutinador e de paz que lutou para que todos nós possamos viver em paz e harmonia. Aplaudiram ou se entristeceram no íntimo, quando isto aconteceu?

E, quando começou a perseguição de todos os que são a favor de Chissano ou mesmo da sua forma de trabalho, o que fizeram? Perguntem ao Frangoulis como se sente com a sua família e quem dele hoje se aproxima? Perguntem ainda ao Manhenje e outros, só para dar alguns exemplos, mas na verdade são muitas as pessoas que nos relatam as suas peripécias de medo e terror e nenhum de vós influentes se indignou e se insurgiu. Será que anuíram? Uma nota estou a ler um livro interessante de Dalila Cabrita e é tão interessante que no triste e doloroso julgamento que Samora fez aos ex-presos políticos dois grandes homens se posicionaram contra o fuzilamento daqueles em particular ao Matias Mboa marido da falecida Ivete a quem considero Herói vivo e são Joaquim Alberto Chissano e Mariano Matsinhe o que mostra que as suas idias eram contrarias as de todos e hoje que medo teem? Já nessa altura dizia-se que não se queria imperialistas e exploradores ou entendem que só é explorador quando se tem outra cor se olharmos a dimensão de choros dos trabalhadores das mpresas de segurança onde quem são os donos? A exploração dos trabalhadores da track e quem são os donos? A exploração dos automobilistas que pagam as portagens e espatifam carros pelas más condições da N4 só e só em Moçambique que vergonha. Os trabalhadores da Mozal Vales e outros e que ate o racismo de senfreado e todos gritam de igualdade qual igualdade racismo com nosso governo é pior que racismo de colono porque o colono é passageiro.

Apesar de eu ter colocado na lista dos questionados, sinto pena quando o Jorge Rebelo é tratado como está sendo tratado, esquecendo-se que ele contribuiu muito para se fazer esta pátria, mesmo com erros mas está limpo de dignidade. Quem de vós terá tanta dignidade como ele, para lhe tratarem assim com desprezo? Pensem no que estão a semear, porque quem semeia ventos colhe tempestades.

Quando sob o vosso olhar impávido e serenos olham para as populações serem despojadas das suas terras pelas empresas onde Guebuza e seus filhos são sócios, o que dizem? Porque eu, como Mabota, apareço e digo não, e defendo sem capacidade o fim do sistema corrupto da nossa justiça. Olhem que quando Chissano deixou o poder os cidadãos confiavam mais no Presidente da República, ONGs e igrejas do que em outras instituições.

Hoje só confiam em ONGs e midias que são entulhados pela propaganda malévola e triunfalista do regime. Senhoras e senhores libertadores, hoje já não se ensina a ler, escrever e interpretar. Cada palavra de qualquer pessoa, até do papa, é alvo de uma análise profunda e de críticas. É, por isso, que tudo o que fazem é alvo de reparos. Se ontem poderíamos dizer a quase tudo sim, senhor, hoje não, porque qualquer passo deve ter o porquê e para quê.

Quando Guebuza começa a chamar para si todos os feitos, então a sociedade chama para ele todos os males. Como é que os dirigentes dele cá fora dizem uma coisa e lá dentro ou calam ou lhe ajudam a entrar na fossa e ninguém diz nada?

Como é que cada frase que tira ou ideia que lança é mal recebida. Quando diz vamos plantar Jatropha, todo o cidadão, pergunta para quê? O que é isso? Vai queimar a terra. Quando fala de revolução Verde, que revolução? Geração da viragem, virar para onde? Já o Padre Couto, quando Reitor da UEM questionava isso. Trata os seus críticos de Apóstolos da desgraça, quantos? se Cristo só tinha 12…, afinal com quem dialoga?

Em estados normais existem homens grandes de barba branca e cabelos brancos cuja função é estudar e aconselhar o poder e não um grupo de amigos que comem com o chefe de estado. Lembrem-se que os que lhe aconselham a esse tipo de governação vão cair com ele como caiu o Mobuto , que até era o mais rico de África e, nem sequer teve dignidade de ser enterrado no seu solo pátrio. Sorte idêntca teve Idi Amin Dada que até comia carne de gente (canibalismo) para mostrar o seu poder e valentia mas morreu como um desgraçado fora do seu solo pátrio. Já muito recentemente, temos o exemplo do General Kadafi que possuía pistola de ouro e morreu por onde passam fezes. Quem nao se lembra ainda hoje de Sadam Hussein que possuía 100 carros e casa cheia de ouro e morreu como um macaco no mato e a barba cheia de piolhos. Este poderoso homem forte do Iraque era tão temido como um Hitler que no seu tempo tinha, Joseph Goebbls, como seu ministro de propaganda, o qual fazia propaganda falsa de como este era querido, mas teve de se suicidar como um ladrão desesperado. Tal foi o fim trágico do homem que o mundo temia.

Sabem, senhoras e senhores libertadores, aprendam de Mandela que lhe retardam a morte pela sua humildade. Ele espera que o digam, Mandela querido, e não apregoa por aí a ninguém que eu sofri na cadeia, por isso, deixem-me ter tudo o que não tive. Certamente, como qualquer outro ser humano, ele, sim, passará da terra mas na mente de gerações não passará jamais. Será como Cristo e Maomé que são filhos de Deus e jamais passarão da boca dos seres vivos a bendizerem-lhes.

O mundo de hoje está no mesmo quintal mas em quartos separados, nada se perpetuará de acordo com o que cada um de nós quer. Isto quer dizer que, temos de fazer algo em prol da comunidade para que seja ela a louvar os nossos feitos e não nos esgrimir em elogios pessoais, ou culto de personalidade para mostrar o que fizemos, as obras devem falar por si.

Sempre com a promessa de um dia voltar, termino questionando como é que o pais é dirigido por este homem que tanto sofrimento causa ao povo? Vamos analisar friamente esta questão para me dizerem se tenho ou não razões de me inquietar! Voltarei na III.

Maria Alice Mabota

Nota. Ao respeitado Adelino Buque, devo dizer que tem razão de sobra sobre o que viu na internet sobre o cidadão Armando Emílio Guebuza. O meu interesse não é o local e a data do seu nascimento. Quero, é, saber que antecedentes sobre apetência e ostentação de riqueza tinha este homem durante a luta de libertação nacional. A informação que temos é que a Frelimo era contra a apropriação da riqueza nacional nas mãos de poucos e hoje o seu dirigente máximo faz o contrário. Nas suas mãos e de sua família está acumulada ilicitamente grande parte da riqueza de Moçambique. Que eu saiba, Adelino Buque, que me responde, não é combatente da luta de libertação, mas não é por isso que devo limitar a sua opinião. Todos temos o nosso contributo a dar, mas esta carta é especificamente dirigida aos prestigiados libertadores da pátria moçambicana do jugo colonial português que ontem combatiam isso. Sobre este acalorado debate, que já está a começar, é momento para recordar o falecido jornalista, Carlos Cardoso, quando dizia “no oficio da verdade é proibido pôr algemas nas palavras”.

Carta Aberta aos Libertadores da Pátria I

Colaboradora do portal de 2011 a 2013. Escrevo sobre Moçambique e sobre os moçambicanos.

COMENTE PELO FACEBOOK

52 COMENTÁRIOS

  1. Com todo o respeito dr. Maria alice Mabote.
    Antes de começar opinar gostaria d lembrar um proverbio “o homem é a barreira do outro homem”,dr, eu no seu lugar tambem faria a mesma indignação. AFINAL DE CONTA, QUEM É,E O QUE QUER O SUJEITO E CIDADAO Armando Emilio Guebuza?
    “a frelimo, a força da mudança” eu pergunto,que mudanca se fala,se a deseordem inicia no bolso da propria pessoa,nao so nela mora a corrupcao,a ganancia,orgulho,abismo,em fim.
    Coitado dos nossos irmaos que diurna como nocturna perdem a vida no centro do pais”muxungue”.
    Eu nao quero ser remetente,por mim guebuza poderia deixar o seu poder hoje mesmo,se for um sujeito que quer o bem estar dos cidadaos,essa é uma mera vergonha,ate quando o povo vai deixar d sofrer? É logico afirmar que mesmo quando o colono morava dentro do pais, esses lambe botas se esgueravam atras das mascaras. Porque ninguem a viam. Mestre alice mabote,asim que prefiro chamar,acha que guebuza,tinha ou tem a capacidade d governar este pais? Para mim foi um tempo que o ladrao se alojou na vida do povo.
    Para alem d investir o pais pensa,nas coisas que nao le compete.
    Dr to aguardando a sua 3 carta que parece ta demorando.
    Nos nao estamos no seculo III ou I,é triste neste seculo 21 um cidadao d nome guebuza,que tanto investe sua familia,transforma na filha a mais rica,eu quero a justica seja feita,apesar d que ela demora.

  2. Boa noit gent, se aqui em Mocambique ensistis mais 4 homens que esta Mulher inteligemt do pais que luta para obem d todo povo Mocambicano, sinserament isto ja estaria a 1000 maravilha. Ok May Alisy eu te pergunto porque nao se candedata para elesoes presidensiais? Creio que nos tams apto pra consigo May, forsa ai mantendo em hord ca em Mocanbique.

  3. O QUE MOÇAMBIQUE PRECISA PARA TER PAZ ?

    1- dissolver os partidos de libertaçao ,neste momemto so servem para desunir o povo e nao conseguem a sua uniao colectiva .

    2- Mexer na constituiçao , acabar com a LEI DA PARIDADE , que em nada beneficia o povo ,provoca a divisao nos acordos de paz em que os movimentos assumem uma igualdade 50% a nivel das forças armadas e a varios niveis . provocando tensoes e divisoes dentro das forças de segurança.

    3- dissolver o governo e todos os seus membros , ficando um governo de gestao ate as eleiçoes que deviam ser conjuntas ou seja as de novembro e as presidenciais ,evitando gastos do erario publico .

    4- nao permitir a concorrencia de novo A TODOS aqueles que assumiram cargos governativos durante os ultimos 50 anos ou seja desde a independencia.

    5- limitar o acesso a todos os que queiram concorrer a A NAO POSSUIR BENS PESSOAIS , a nao usar membros familiares para o ajudarem na governaçao ( MAS TERIAM DIREITO A UM SALARIO DIGNO , durante a vovernaçao ou cargo a que fossem nomeados ) .

    6- Fazer um RECENSEAMENTO EFECTIVO ,descontando os que morreram e constam nas listas e cadernos eleitorais supervisionados pelos lideres tribais e chefes das comunidades.

    7- OS PARTIDO com total liberdade de expressarem a suas motivaçoes e opinioes com o seu direito de participaçao as eleiçoes .

    se conseguirem estes 7 pontos meus amigos intelectuais e do povo em especial ,podem crer que moçambique sera um pais com futuro e com mais justiça social .

    M3op , Movimento Civico do Povo de Mocambique
    antonio Augusto Rua devem vestir de branco como sinal de paz e acordo com a saída de guebeza… lutem meus amigos pela democracia do pais ,apliquem e divulguem por todo o lado partilhem ,pintem as paredes ,vistam de branco como sinal de acordo com a saída e mudanças em nome de uma unificação de irmaos da paz e de um futuro melhor ,se lembrem esta tudo nas vossas mãos ,se incomodam estão no caminho certo se lembrem sessa maxima da Frelimo durante a luta de libertação de moçambique

  4. É verdade, é realmente uma srª com firmeza, olha eu nem quero saber das eleições, que vão aqueles que-lhes benifa. É verdade que sou filho da Frelimo mx, esta de hoje não reconheço, Deus me livre. niko gooooo!

  5. Tem toda razao Doutora Maria Alice Mabote,os teus questionamentos vieram na hora certa,espero que a doutora nos ajudo a pensar em uma maneira de sairmos deste tunel,vamos pensar todos juntos isto ja nao da para ficarmos calados.

  6. Pesssoal quando nos keremos a paz e pork precisamos mesmo!!!!!!!!!!!!!, agora o nosso Chefe de moz, nao aparece a justificar isso tim tim por tim tim pa o povo entender, e os seus enviados dizem ao povo: Que sim ouve tiroteio, mas nao houve vitimas humanas, mas nos sabemos que tntos jovens a morrerem em defesa da patria amada apesar que o especial vai para um grupo restrito os da (Elite) que sentam na mesa e dicutem a divisao do nosso imposto….e meia volta nao se importam com a nosa morte…. Paiz do Pandza….

  7. Ela tem aquilo que mts mocambicanos n tem: caracter, frontalidade, humanista, espirito d sacrificio. Se fosse homem diria q tem as coisas no lugar, cmo e mulher so aconselho nos homens a aprender cm ela.

  8. acredito que este trecho nao é nenhuma novidade para o grupo alvo e não só.sinto que um dia a Frelimo poderá formalizar a sua cisao interna se ainda não o fez é por medo e não vontade.

  9. Com as sábias palavras da Tia Alice Mabote, fiquei mais ainda decepcionado com o tipo de que temos, que a cada dia muitos lamentavam e eu pensava que o Guebas tinha uma carta na manga, afinal de contas quer aumentar a sua riqueza, eu e como muitos digo, pra estes falços não votarei

  10. VALE APENA MORRER POR UMA JUSTA CAUSA. O FILÓSOFO MILL JÁ DISSE: «É melhor um ser humano insatisfeito do que um porco satisfeito; um Sócrates insatisfeito do que um idiota satisfeito». (Stuart Mill) COITADINHO DOS QUE PREFEREM SER IDIOTAS E PORCOS SÓ POR MEDO DE GUEBUSA E SEU REGIME.

  11. Os verdadeiros combatentes sao aqueles que vivem de miserias os que estao em volta do Mr 5% sao lacaios como ele. Minha mae Alice, esta mensagem nos jovens e devemos levar em consideracao e fazer difernca nas unrnas.

  12. Boa noite gente boa, eis o saber de uma mulher digna de respeito e aprendizado. Ai vao as eleicoes, vamos quebrar o silencio, vencermos os nossos medos erguer as cabecas e fazer justica na mesa de votos.

    Ai vai a pergunta que nao quer calar…. Sera que em mocambique os impostos sao pagos pelo povo e usufruidos pelos ricos e lambe-botas do partido no puder para no fim nos encontrarem na estrada depois de uma chuva sem doo e nem piedade nos lancarem agua suja dos charcos resultantes dos buracos de obras mal feitas por eles. "lambe-botas"?

    Momento de reflexao……… Em Novembro proximo vamos ximbar os labe-botas e espulsar o criador de patos com o seu piripiri no bolso……. heeee pessoal eu amo essa mulher….. VIVA ALICE MABOTE. Mocxambique precisa de si,,,

  13. a verdade tem k ser dit e mais com pessoas sabias como esta esta de parabens mama alice o povo ta contigo

    • Dr Alice Mabote,

      Com muito respeito e consideracao dou meu comentario a cerca da sua carta aberta aos supostos “libertadores” da patria mocambicana. Esseses senhores sao verdadeiros criminosos. Eles cometem todo tipo de crime contra o povo mocambicano e nao so, para o mundo em geral. Esse grupo de libertadores querem tirar ate o ultimo centavo do bolso do sofrido povo. Para alem de serem donos de todos os recusos naturais (riqueza publica) querem todo o dinheiro que o povo mete nos confres do governo para a resolucao de problemas sociais. A ambicao e ganancias desses senhores esta tao ilimitado que ate querem regalias pagas pelo povo mesmo estando desfrutando se de momentos de laser com wisky e patos estufados, em suas expencivas mansoes. Eles pensam que o povo de hoje iguala se ao povo de ontem onde escutavam xirico em segredo debaixo das mantas e lensois? Um dia a verdade vira a superficies e nos (povo hoje) amanha triunfaremos. O REGIME LIBERTADOR SERA BANIDO E NAO FALTA MUITO.

      • NOS MOCAMBICANOS EXIGIMOS JUSTICA E IGUALDADE DE BENEFICIOS.

        ESSES LADROES, CURRUPTOS, ASSACINOS, DELIQUENTES, LOUCOS DE GANANCIA, AMBICIOSOS, EM SUMA CRIMINOSOS DEVEM DEVOLVER TUDO QUE ROUBARAM DO POVO MOCAMBICANO.

        ABAIXA O CAPITALISMO, IMPERIALISMO, FASCISMO NUM PAIS DEMOCRATICO COMO MOCAMBIQUE.

        A LUTA CONTINUA………………………………………….

        DR ALICE MABOTE CONTE COM POVO QUE TANTO AMA TE. VOCE E EXCEPCIONAL.

DEIXE UMA RESPOSTA