Mulher Finge Ser Homem, e Faz Sexo Com Menina de 15 Anos

Mulher Finge Ser Homem, e Faz Sexo Com Menina de 15 Anos

COMPARTILHE
Carissa Hads

Uma mulher de 24 anos está sendo acusada de enganar uma adolescente de 15, se passando por homem para seduzi-la. Carissa Hads, de Massachusetts, foi presa no mês passado por aliciamento de menores e por ter relações sexuais com a garota.

Segundo relatos da polícia, junto com a falsária foi apreendido um pênis artificial cor da pele, que estava no bolso dianteiro da calça da mulher. O artefato, provavelmente, foi usado durante a “noite de amor” que as duas tiveram, conforme relatou a vítima ao jornal “Smoking Gun”.

O namoro de Carissa com a garota, identificada como A.L, começou pela internet em 2010. As duas moravam em estados diferentes nos EUA e se encontraram pessoalmente apenas três vezes. A mentirosa se apresentou como James Puryear Wilson, um garoto de 17 anos, e conquistou a confiança e o coração da adolescente.

O primeiro encontro do “casal” aconteceu mais de um ano após o início do “namoro” pela internet. A mãe de A.L. ainda foi junto com a filha para se certificar de que estava tudo bem. Como “James” morava em Massachusetts e a namorada na Virginia, a mãe ainda pagou um hotel para que o namorado tivesse onde ficar.

Conforme o depoimento da vítima à polícia, no segundo encontro que tiveram alguns meses depois, já na casa de A.L, as duas tiveram relações sexuais. A menina contou às autoridades que o “namorado” permanecia vestido durante o ato e ela nunca o viu totalmente sem roupas.

Além do pênis artificial, um colete ortopédico servia para cobrir os seios da mulher, para que o disfarce ficasse completo.

A.L começou a desconfiar do comportamento suspeito do namorado e foi à polícia, que imediatamente começou uma investigação, descobrindo o perfil falso de Carissa nas redes sociais. A mulher foi presa sem direito à fiança e pode ficar até 30 anos atrás das grades.

COMENTE PELO FACEBOOK

11 COMENTÁRIOS

    • ia mesmo, porque sexo com maior de 14 anos no Brasil não é crime, no máximo seria falsidade ideologica e com certeza todo mundo (inclusive eu) ia rir muito dessa menina!

DEIXE UMA RESPOSTA