Saidou Dicko, o “Ladrão de Sombras”

Saidou Dicko, o “Ladrão de Sombras”

COMPARTILHE
Saidou Dicko, o "Ladrão de Sombras"
Hoje vamos conhecer o trabalho de Saidou Dicko, jovem fotógrafo burkinabês, foi pastor no Sahel. Com cinco anos desenhava as ovelhas reproduzindo as suas sombras, em Ouagadougou. Em 2005 instala-se no Senegal e dedica-se à sua paixão de criança, mas desta vez com uma máquina fotográfica com a qual ele capta as sombras de animais, de pessoas que passam, de uma mulher grávida ou mesmo a sombra de um ladrão, projectadas no chão, nas paredes e em qualquer parte, sem discriminação: brancos ou pretos, católicos, muçulmanos ou ateus, ricos ou pobres, todos tem uma sombra! Os seus admiradores chamam-no de ladrão de sombras!
Recebeu o prémio do júri da Fundação Blachère da localidade de Apt (França). Algumas de suas fotografias foram expostas na Bienal de Fotografia de Bamako no Mali. Participou nos encontros de fotógrafos e curadores promovidos pelo Centro Alemanha/Moçambique de Maputo em Outubro de 2008.

Saidou Dicko, o "Ladrão de Sombras"

Saidou Dicko, o "Ladrão de Sombras"

Saidou Dicko fotógrafo

Saidou Dicko fotógrafo

Sombras

Sombras

Saidou Dicko, o "Ladrão de Sombras"

Ladrão de Sombras

Ladrão de Sombras

COMENTE PELO FACEBOOK

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA