Cinema 500 Funcionários da DreamWorks para o “olho da rua”, após fracasso de...

500 Funcionários da DreamWorks para o “olho da rua”, após fracasso de filmes

Depois de fracassos que foram os filmes “Mr. Peabody e Sherman”, A origem dos Guardiões”, “Os Pinguins de Madagáscar” e “Turbo”, o maior estúdio de animação independente de Hollywood, DreamWorks animation, anunciou,  nesta quinta-feira, 22, a demissão de 500 funcionários, cerca de 25% do quadro que o compõe, além da redução na produção.

Quanto à redução na produção, a companhia anunciou que, de três filmes por ano, como vem fazendo, passará a produzir dois nesse período. “A principal prioridade da DreamWorks Animation é obter êxito em nível criativo e financeiro”, afirmou, o também cofundador da empresa Jeffrey Katzenberg.

Para os próximos três anos, a DreamWorks Animation vai se concentrar nas seis animações: “Kung Fu Panda 3” e “Trolls” (2016); “Boss Baby” e “Os Croods 2” (2017); e “Larrikins” e “Dragons 3” (2018).

Criado em 2000 por Spielberg, Katzenberg e David Geffen, DreamWorks Animation é o maior estúdio de animação independente de Hollywood, com entre 1.950 e 2.200 funcionários.