Moçambique Analisando as causas das escaramuças da Munhava

Analisando as causas das escaramuças da Munhava

COMPARTILHE

O Jornalista Gustavo Mavie fez uma análise sobre os  tumultos ocorridos no bairro da Munhava, durante o comício do MDM e do seu candidato à presidência do município da Beira, onde segundo o Canal Moz e o @Verdade a Força de Intervenção Rápida teria sabotado o evento com gás lacrimogéneo e outros actos de violência contra os militantes.

tumulto

Por Gustavo Mavie para o Jornal Notícias ed. de 19.11.2013

Nos países onde os direitos e a privacidade dos outros são respeitados, a semelhança da Inglaterra onde vivi algum tempo, se alguém tem vizinhos muito próximos e quer fazer uma festa é imperioso que comunique à Polícia.

Mais importante ainda, tem que pedir autorização aos seus vizinhos e, mesmo assim, a festa não pode exceder a hora previamente acordada.

Infelizmente, entre nós, talvez porque começamos a trilhar o caminho que leva ao civismo muito tarde demais, fazemos festas barulhentas pelas noites adentro, sem termos pedido aos nossos vizinhos que, até podem estar a padecer de doenças delicadas e sensíveis ao ruído, como é o caso da hipertensão.

Há quem diga que somos assim, porque a maioria de nós ainda não assimilou as boas práticas urbanas, razão pela qual até urinamos em tudo o que é sítio.

Talvez porque só começamos a trilhar os tais caminhos do civismo em 1975, quando fomos libertados do diabólico colonialismo pela mesma Frelimo que, hoje, alguns odeiam com uma intensidade que nunca chegaram a odiar aqueles que nos dizimavam com as armas do apartheid, no caso vertente a Renamo, e alguns dos que agora nadam nas águas do MDM que, na óptica de alguns, é a Renamo apenas com outra roupagem.

Toda esta referência à imperiosidade de se pedir aos vizinhos antes de se fazer uma festa capaz de prejudicar o seu descanso, vem a propósito do showmício que o MDM, do Daviz Simango, realizou na “Varanda da Frelimo”, segundo as palavras de um colega da Beira que assistiu aos confrontos da Munhava.

Ele considera o local onde o MDM fez o seu showmício de “Varanda da Frelimo”, porque dista cerca de 200 a 300 metros da Sede da Frelimo, o que para ele é algo muito estranho e suspeito, porque era suposto que o MDM tivesse calculado à prior que, sendo um momento de campanha, a própria Frelimo precisaria dessa sua varanda para acomodar milhares de seus militantes e apoiantes que, obviamente, não podiam caber dentro do edifício da sua sede.

Aliás, pelos relatos que tive a oportunidade de acompanhar através da imprensa e de alguns colegas que estiveram a cobrir a campanha da Frelimo e do MDM, tudo começou quando a caravana da Frelimo estava a regressar de mais um giro pela cidade.
Ao tentar passar entre os participantes ao showmício do MDM para chegar à sua sede, a caravana da Frelimo deparou-se com a oposição de alguns dos simpatizantes do partido do Daviz Simango que participavam no showmício.

Para mim, é algo que não se pode explicar com simples palavras, quando se procura saber como é que a liderança do MDM decidiu organizar o seu showmício nas proximidades da Sede da Frelimo, de quem essa mesma liderança do MDM encara não como adversário político mas sim como inimiga, daí que, desta vez, uma das acusações que voltou a fazer o próprio Daviz, foi de que os incidentes de sábado último na Munhava, tinham como principal objectivo assassiná-lo.

Será que o MDM não tinha outro lugar melhor na cidade da Beira para fazer o seu showmicio, a não ser nas proximidades do seu adversário político, aliás, inimigo?

Como é que o Daviz esperava que a Frelimo fosse dar à sua sede, se a sua varanda estava ocupada pelos seus shomicistas? Será que o Daviz Simango haveria de considerar normal se a Frelimo fosse fazer o seu showmicio na sua varanda ou mesmo nas imediações da sua sede?

Pior que tudo isto, como é que o MDM haveria de encarar esta decisão se ocorresse num dia em que o próprio MDM estivesse no último dia de uma campanha eleitoral como foi o caso da Frelimo, em que a sua sede na Munhava estava a conhecer um movimento desusado dos seus próprios membros, devido à campanha que estava a levar a cabo?
Não acha mesmo que a escolha do local pode ser vista como uma armadilha que visava o que acabou acontecendo? E que agora o Daviz está a expor a toda a força e a todo o mundo como mais uma prova de que a Frelimo é mesmo contra o MDM?

Mas se já sabe que a Frelimo é sua inimiga número 1 como o diz a todo o momento sem prová-lo convincentemente, porque é que não evita estar onde está e pior que isso, vai onde está? Não terá urdido e aplicado aqui, neste caso da Munhava, a estratégia do antigo político e multimilionário nigeriano, Moshodu Abiola, de que quando se quer beijar uma mulher, há que se estar próximo dela, do mesmo modo que para se bater a um homem, há que se estar próximo dele? Não terá sido para bater a Frelimo que o levou a organizar o seu showmicio na sua varanda?

Levanto esta hipótese, porque não vejo porque é que foi fazer o seu showmicio nas proximidades da sede de um partido que mesmo que esteja untado pelo perfume mais bem odoroso do mundo, lhe enjoa! Ou era para mostrar à Frelimo que todos os beirenses estão morrendo de amores por si e pelo seu MDM. Mas se era esta a intenção, nos dias em que estamos, não precisava de ir mostrar in loco, porque as mágicas TV´s, agora com os plasmas, até se vê melhor em tempo real o que acontece pelo país e mundo fora, independentemente da nossa localização, e em melhores condições que algumas pessoas que até estão no terreno.

Na verdade, para nós que como jornalistas temos a obrigação de acompanhar o que vai acontecendo como o que o MDM vai fazendo, o caso Munhava é apenas a repetição, com outras vestes de uma velha estratégia de urdir esquemas que possam induzir as pessoas menos informadas a acreditarem que a Frelimo é sempre o mau da fita.

O mesmo aconteceu nas eleições gerais de 2004, quando o MDM tentou culpar a Comissão Nacional de Eleições (CNE) de tê-lo excluído deliberadamente de sete dos 11 círculos eleitorais existentes em Moçambique.

Como sempre, alegaram que a sua exclusão teria sido urdida pela Frelimo, porque sabia que se concorressem em todas as províncias, o MDM iria ganhar em todas. Só que isso não era verdade porque apesar de o próprio Daviz Simango ter concorrido como candidato a Presidência da República teve de se conformar com o terceiro lugar, tendo Dhlakama caído no segundo e Guebuza no primeiro, com uma maioria esmagadora de 75 por cento dos votos validos.

Foi graças aos factos que nos foram providenciados pela CNE na altura, que ficamos a saber que o verdadeiro culpado dessa exclusão do MDM era a própria liderança daquele partido, que submeteu parte mínima dos processos referentes à inscrição dos seus candidatos às Assembleias Provinciais no último dia do prazo estabelecido e, pior que isso, quando faltavam apenas 15 minutos do término do horário de expediente.

Mesmo assim foi gritando aos quatro ventos que havia sido excluída deliberadamente a mando da Frelimo, porque temia a vitória do MDM. E veja que fez esta acusação apesar de que a própria liderança do MDM havia escrito uma carta à CNE, em que pedia encarecidamente a esta, que aceitasse receber à posterior, os processos que não havia submetido dentro do prazo.

Isto é grave quando se recorre a mentiras e acusações contra inocentes. É o que me parece que o MDM está a repetir no Caso Munhava, onde foi bloquear a “Varanda da Frelimo”, para criar condições de choques entre militantes de ambos os partidos e daí acusar a Frelimo de ser contra o seu partido.

Profile photo of Convidado
Este artigo foi enviado por um leitor do Moz Maníacos. O seu conteúdo não da nossa responsabilidade.

COMENTE PELO FACEBOOK

77 COMENTÁRIOS

  1. Sincermante, nao sabia que o G. Mavie pensa deste jeito. Estou com muita vergonha do Gustavo e tendo em conta a sua idade, ainda media, nao sei que buraco esta a preparar para se meter quando os seus patroes se forem embora. Isto cheira claramente a alguem que quer extorquir dinheiro ao patrao mentindo. Eu sei que o Gustavo nao pensa deste jeito, conheco-o suficientemente para o afirmar. Tenho certeza que com estas bujardas esta mandando um manguito aos patroes, bajulando-os ate ao insuportavel para ver se assumem a verdade. Parece que quer assumir-se como o J. Gobles mocambicano. Mas iwe pa, para la com isso, Gustavo. Deixa o Guebas em paz, nao incomode com bajulacoes, pois esta ocupado a digerir a situacao do pais e voce tambem lhe traz mais uma dor de cabeca, deixa o Sr. Maravilhoso Povo em paz.

    • O Gustavo foi infiltrado no jornalismo para espiar jornalistas serios que, descobrindo da situacao, ao abandonaram. Na Inglaterra nao estava em jornalismo, mas como da secreta….

  2. Nao acredito no Gustavo Mavie, é um Jornalista Parcial e tendecioso, penso que está a procura de um lugar no Bureau Politico da Frleimo, digo Comissão Política da Frelimo ou de uma Pasta no Governo. De escovinhas já chega!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Eu não sei mais o que dizer deste senhor. Não mancha a sua carreira meu caro compatriota, contra fatos não há argumentos. O pais precisa de pessoas sérias que possam conduzir os outros a trilhar pelo caminho da verdade, prosperidade e boa convivência social. Este é o papel que devia (deve) desempenhar na sociedade moçambicana, não acha sr Mavie, do que andar por ai a escrever disparates.

  4. disculpa dizer, esse sr Mavie qur apenas aparecer com suas idiotice, nao perquem o tempo em ler algo vindo dele, esse sr nunca foi jornalista e deu pa perceber que pertence a grupo dos doentes mentais, valeu ele se identificou, porque gostamos dele realmente temos que lhe ajudar, temos que levar ele e os outro ao tratamento, temos que internalos o mais rapido possivel

  5. Muito bom para campanha sr.Mavie pagam lhe muito bem , mas e muito feio ocultar tua verdadeira profissao !!!! o senhor nao pertence a esse lugar ,mas sim o de mentirosos e sem vergonha!

  6. se a FIR foi ate la e porque sabia que MDM ia realizar um shouwmisso, portanto nao vem nos dizer que a frelimo nao sabia que MDM estaria la.o sr faz sempre anlises que na minha optica sao de caracter burcraticas. penso que perdeste mais uma vez a oportunidade de fechar a boca. o sr tinha que renuciar esse cargo de jornalista,pois, onde se formou pagou muita mola para passar ,pelo visto.

  7. Meu Deus! este Gustavo Mavie nao passa mesmo de um mentiroso, pensa que e o unico que estudou ou sei la viveu na Inglaterra….afinal porque nao muda de profissao passe logo para Comissario politico do partidao…Varanda da Frelimo!..ah, ah,ah…essa e boa…olha nos nao comemos independencia Nacional, obrigado aos libertadores, mas a vida nao termina ai, muitos de nos nem vimos o tal de colonianialismo que tanto fala para nos enganar, que dizer, na maneira de pensar deste Gustavo, a gente nao pode reclamar nada porque fomos libertados!…se assim fosse a RSA teria mudado de nome para Republica Nelson Mandela, ainda bem que o sr sera apenas um simples desinformador, Escovador, Lambebotas e brevemente voltara para o anonimato, aprendeu a viajar para Europa gracas ao partidao e ja pensa que e o unico viajado meu Deus! que pobreza…de facto este senhor nao serve como jornalista esta deslocado, chefe de quarteirao…talvez ficava melhor, o teu pensamento nao tem nada a ver com alguem que viveu na Inglaterra, mas com a Swazilandia talvez ou chama viver em Inglaterra uma visita de um mes…

  8. O sr. Mavie esta a dizer que os mocambicanos, a excepcao do sr. com a sua frelimo, sao atrasados, que ate viveu em Inglaterra e que la e preciso pedir autorizacao a policia para realizar uma festa, que o MDM devia ter arranjado outro local para o seu showmicio e nao na varanda da sede da Frelimo bloqueando-a, que como jornalista tem a obrigacao de acompanhar o que vai acontecendo, diferentemente das pessoas menos informadas e que o Daviz sabe ou diz que a Frelimo e sua inimigo nr. 1 sem numca o provar. Nao sei onde o Mavie estava e como vivia antes da Frelimo tomar o poder em Mocambique, pois, saiba que havia mocambicanos pretos que viviam melhor e que com a independencia em vez de melhorar ainda o seu nivel de vida, ficaram desgracados, nao sei o que fazia em Inglaterra [mas da para imaginar] so que nao parece, nem minimamente, comporta-se como se acabasse de chegar do distrito mais recondito deste pais ou de uma reserva dos masais e quanto ao pedido de autorizacao para dar uma festa simplesmente esta a mentir; o sr. e capaz de nos dizer se ha um chao deste pais que nao tenha por perto ou seja uma varanda de uma sede da Frelimo? Me parece que nao. Se ha alguem neste pais que e menos ou nao e informado, e o sr., (porque nao quer) apesar de ser jornalista; o sr. esta amarrado ao Noticias, ao Domingo e a TVM que teimam em servir o vosso partidao, escondendo a verdade ao povo, nos lemos outros jornais e assistimos outras televisoes que falam e mostram a verdade. Que a Frelimo e carrasca da familia Simango, que prova maior o sr. precisa alem da forma como a Frelimo matou os seus pais? Amarrados e atirados ao fogo vivos; e o irmao morto a paulada em Portugal? Tera o sr. algum familiar que tenha morrido nas mesmas circunstancias? A verdade e que o sr. tambem e parte do problema em Mocambique, que ajuda a roubar e oprimir os mocambicanos, mas este martirio parece que esta a chegar ao fim, e uma questao de tempo.

  9. Quem é este Senhor Gustavo Mavie? fala em Inglaterra onde ha uma lei do ruído e depois diz que o MDM vem fazer comicios perto da sede da Frelimo? será que a sede da Frelimo e ao seu redor são pertença desse partido? Senhor Gustavo Mavie volte para Inglaterra e aprenda a democracia…

  10. Caro Nilton, e bom desistir de querer conhecer este homem, porque nao e nada agradavel, tal como a prosa que ele escreve, vai se arrepender e oica a voz da experiencia, porque eu o conheco de vista; veja que ninguem o apoia, esta desesperado, a situacao e-lhe desfavoravel, pois, nao sabe o que vai fazer depois que as coisas mudem no pais, nem tem ideia a raiva que esta a criar nas pessoas uqe sofrem por causa da tal Frelimo.

  11. este jornalista e uma vergonha, esta numa profissao errada. pois a lingua comprida so serve pra lamber as partes mais nauzeambundas dos diringentes e nao pra dar informacao aos cidadaos. a sua ignorancia como jornalista da pena

  12. O Sr jornalista da Frelimo Gustavo Mavie diz " Sera que o MDM nao tinha outro lugar na cidade da Beira para fazer o seu showmicio…." e nos os incautos mas atentos perguntamos: Sera que a Frelimo nao tinha outro lugar na cidade da Beira para fazer o seu showmicio? Quer dizer aonde esta a Frelimo torna-se logo numa ilha privada…mas aonde estao os outros partidos a Frelimo pode la ir e fazer e desfazer.. Nao e assim sr Mavie? Alivie-nos do seu "patriotismo" e continue fazendo tudo para ver se vai de novo a Inglaterra…

  13. O texto prol a um partido em detrimento ao outro.
    Ausencia total da imparcialidade. Nada te identifica de Jornalista. Lamento!
    Alguns Mocambicanos teem esta tendencia quando vao para exterior ao regresso imitam erradamente a cultura lusofona e usam como arma de ofender os outoros.
    Opino que nao seria exemplo de um Jornalista.
    Mocambique ee grande e nao ee possivel todos serem da FRELIMO ou da oposicao, cada um tem liberdade de aderir o que acha melhor, nao ee atoa este princiopio aperece na Constituicao da Republica (CRM). Ninguem ee obrigado a aderir FRELIMO porque libertou o pais, mesmo a RENAMO ou MDM, libertaria o pais, mesmo tu se fosses primeiro geraria teu pai ou tua mae.

  14. Caro jornalista do partido Y, nao concorda com a visao dos mocambicanos que chamas de mal informados de k o nosso partido emesmo mau? veja a noticia do mozmaniacos k relata a morte de 30 dos nossos compatriotas em combate mas nenhuma informacao saiu da boca dos nossos camaradas. Isto revela o nao considerar aqueles que dao a sua vida em prol do nosso partido. Usados como se cao se tratassem e enganam o povo que tudo ta-se bem. Sera que se um dia levassem teu filho pra tropa perder a vida la e o governo fechar a boca, continuarias a lamber as botas deste?

  15. Este Mavie já não mais pode ser considerado jornalista. como podemos continuar a pagar salários a este tipo de pessoas. o melhor mesmo é tiramos o suporte dele através do voto amanhã. Ele, os colegas dele do G40 e os seus mentores estão mesmo desesperados. porque será? nunca vi tanto ódio e desespero juntos. devemos tornar tudo claro amanhã. Nada de hesitações!

  16. Ha pessoas ki si decham admirados pela mentira o Mavie è um autentico mentirroso sempre fala mal dos outros e coberta os mentitosos,,um jornalista ñ da a sua opiniâo dedutora e este so è analista quando sâo os outros..

  17. Atão Gustavo Mavie? Que se passa homem? Tás bem? Que foi que tomas-te? Sabes que não deves tomar essas bebidas tradicionais, nem fumar esses cigarros que fazem rir. Quando te metes nessas coisas, só escreves merda. Vá lá, tu és novo, a vida é longa, vê se vais fazer um tratamento para te começares a portar como homenzinho. Desta vez, estás perdoado mas, se vê se atinas e deixas de dizer merdas.

  18. Algumas pessoas ainda não perceberam que o multipartidarismo veio para ficar… E se alguém gosta dos partidos da oposição está no seu direito e isso não é mal nenhum! Até na Inglaterra é assim! E, para quem viveu lá isso deveria ser normal… Não fica bem a um "intelectual" com todo este arcaboiço inglês fazer afirmações como: "… nadam nas águas do MDM que, na óptica de alguns, é a Renamo apenas com outra roupagem." Um director de um órgão público deveria ser equidistante nas análises que faz… Há partidos que têm reclamado isto!!!

  19. Esta Mavie se esqueceu de escrever no noticias.

    Tragédia em Manica
    Viatura militar transportando cadáveres capota e mata em Manica (#canalmoz)

    Um sargento das FADM sobrevivente do acidente agora internado em Chimoio contou a reportagem do Canalmoz que no camião seguiam 30 corpos de agentes das Forças Armadas e da FIR, que tombaram em combate

    Chimoio (Canalmoz) – Um camião militar pertencente às Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM), carregado de corpos sem vida – que se supõe que sejam de militares – capotou e morreram 14 militares e outros sete contraíram ferimento entre graves e ligeiros, na região de Cafumpe no distrito de Gondola, província de Manica. A tragédia ocorreu no último sábado por volta das 16 horas. A informação está a ser ocultada pelo Governo.
    David Francisco, primeiro-sargento, sobrevivente do acidente que contraiu ferimentos no braço e na coluna, neste momento encontra-se hospitalizado no Hospital Provincial de Chimoio. Contou ao Canalmoz que o acidente deu-se na região de Cafumpe quando estes vinham de Muxúnguè, distrito de Chibabava, na província de Sofala, transportando 30 corpos de agentes das FADM mortos na manhã da última sexta-feira no confronto com supostos guerrilheiros da Renamo.
    Segundo contou-nos, a viatura vinha em alta velocidade, e chegado na zona de Cafumpe o pneu da frente estoirou-se, tendo a viatura se despistado e capotado. Ainda segundo o militar, morreram no local 14 militares e sete deles contraíram ferimentos entre graves e ligeiros, sendo ele um dos feridos.
    Os cadáveres, os 14 militares que terão morrido no acidente e os sete feridos que seguiam no camião, seguiam à cidade de Chimoio para depositar na morgue os trinta corpos e para os sobreviventes receberam tratamento.
    No Hospital Provincial de Chimoio ninguém fala do assunto, alegadamente porque “não têm autorização”.
    Os militares agora internados informaram ao Canalmoz que a situação em Muxúnguè é “grave” e que “há muitos jovens das FADM em desespero”. (José Jeco)

  20. A inglaterra deve se envergonhar por este bolseiro.
    Ate se refere como jornalista, sera que fez o jornalismo na inglaterra e nao aprendeu.
    Mas de resto, nao parece usar a sua consciencia plena mas produto de bebedeira, notavel na cara dele.
    Abusado e fazer todo mundo de cegos e ignorantes.
    Do discurso indirecto, produz artigo que ultrapassa quem viveu os factos.
    Impressionante
    “O vadio perde-se, o escravo libaerta-se”

  21. Há uma passagem da Biblia que me arrepia k diz em 2 Pedro 2:22 … Volta o cão ao seu vômito, e o porco lavado volta a revolver-se no lamaçal. O autor deste jornalismo prostituido, cabe nesta carapuça e causou me o mesmo arrepio, desculpa a expressão mas o senhor escreveu cócó.

  22. Permitam-me como humilde leitor deste artigo:
    Não sou contra nada e ninguém que tenha filiação com qualquer Partido que seja, além do mais a filosofia da vida é assim, uns brancos e outros negros, uns da esquerda e outros da direita, uns gostam de cor vermelha e outros de verde. Imaginem se fossemos todos iguais ou do mesmo partido? As diferenças fazem um mundo melhor!
    O jornalista que escreveu este artigo acusa em algum momento outros jornalistas de não saberem os contornos do caso Munhava. Pergunto: ele sabe?
    Foi bastante tendencioso na maneira como teceu as opiniões deixando claro que apoia o partido Frelimo, nada contra mas respeite os outros partidos e outros jornalistas…
    Foi infeliz este artigo.

  23. Afinal qual e o problema desse Mavie? O k e ele para alem de ser um parvo jornalista? Onde estudou este jornalismo parcial? Nao envergonhe a instituicao que te formou como jornalista, escove os seus, mas nao deturpe a informacao que vai ao povo.

  24. Este paragrafo algo nao esta bem “O mesmo aconteceu nas eleições gerais de 2004, quando o MDM tentou culpar a Comissão Nacional de Eleições (CNE) de tê-lo excluído deliberadamente de sete dos 11 círculos eleitorais existentes em Moçambique” O MDM so surgio em 2008 …..Penso que ja nao deviamos comentar o artigo deste Senhor ele esta divertir-se com nosco, ele n e burro sabe muito bem que oque diz e Parvice…

  25. Peço desculpas pelo Mavie, ele esta possuido de veneno ou seja esta também desgovernado. Sabem quando a pessoa leva muita porrada de todos lados como fica? É o que esta acontecer com este senhor, “ele esta a ver estrelas”. Acho que a melhor coisa que ele podia fazer e ficar calado ao inves de tirar a merda que sai de traz pela boca. Tamanha besteira nunca tinha ouvido na minha vida com tantos anos que tenho. Contudo, Sr Mavie, é melhor reflector profundamente pelos seus actos que de algum modo são ilicitos e deixa o povo expressar a sua opiniao que é a mais certa. Que vergonha, fui.

    • o Sr. Mavie, está muito comprometido com desinformação. Só com tratamento de choque poderá voltar à forma pura, como exige ser se jornalista.

  26. Caro Gustavo Mavie, o Sr. e' o piorque Hitler, Mussolini e outros filhos que a Terra nao devia ter visto a nascer. Se tens olhos para ler, para de escrever essas porcarias que escreves porque ninguem esta interessado no teu lambibotismo seu Bastardo.

  27. Como toda a sua cambada de patrões, o Gustavo Mavie é apenas mais um instrumentalizado. O coitado não pensa por sí próprio. Escreve o que lhe mandam escrever ou está procurando, à força, algum lugarzito do pódio. Não admira que escovas como esta, de repente nos apareçam como conselheiros de Guebuza. O que tem, um culambista oco como Edson Macuacua, para aconselhar ao Guebas? Quando Caltel-Branco e sua classe recomendaram ao Guebas a criar um núcleo de pensadores para lhe ajudarem a governar, este lhes ignorou. Em vez de pensadores, ele prefere estar rodeado de gente que não só não é inteligente, como também não tem dignidade… Para usar e abusar deles, a troco de sentir o seu perfume e sentar, um dia, à sua mesa; tirar fotos na ponta vermelha e por aí… Que pena que gente estudada, se comporte pior que Papel H….

  28. Como toda a sua cambada de patrões, o Gustavo Mavie é apenas mais um instrumentalizado. O coitado não pensa por sí próprio. Escreve o que lhe mandam escrever ou está procurando, à força, algum lugarzito do pódio. Não admira que escovas como esta, de repente nos apareçam como conselheiros de Guebuza. O que tem, um culambista oco como Edson Macuacua, para aconselhar ao Guebas? Quando Caltel-Branco e sua classe recomendaram ao Guebas a criar um núcleo de pensadores para lhe ajudarem a governar, este lhes ignorou. Em vez de pensadores, ele prefere estar rodeado de gente que não só não é inteligente, como também não tem dignidade… Para usar e abusar deles, a troco de sentir o seu perfume e sentar, um dia, à sua mesa; tirar fotos na ponta vermelha e por aí… Que pena que gente estudada, se comporte pior que Papel H….

  29. Eu penso que o sr. Gustavo Mavie DEVE definitivamente, ou pelo menos por enquanto, deixar de se identificar como jornalista, porque os poucos artigos da sua autoria que eu tenho acesso não têm nada de jornalismo. Lamento bastante, um intelectual(?) do nível do Gustavo Mavie, vender por completo a sua dignidade e honra, a custa duns trocados. Neste artigo vertente, qual é a informação que o sr. Mavie nos trás? A varanda da Frelimo é tão grande assim que tem mais de 300 metros?!!! Mesmo que fosse é distância suficiente para que não houvesse colisão, só para se ter uma ideia 300 metros corresponde a parte frontal de 20 talhões de 15 x 30. Se o sr. Gustavo Mavie quer exercer a profissão DEVE exercê-la com zelo, transparência e acima de tudo ISENÇÃO, fora isso NADA!!! O sr. pode e muito bem escrever de forma clara e inequívoco como membro da Frelimo, o que incorrecto é usar a veste de jornalista e escrever como membro da Frelimo. O facto da Frelimo ter trazido a independência não se deve contestar?!!! Daqui a 60 anos todos e todos mesmo os que fizeram parte da luta de Libertação Nacional, infelizmente, e próprio do humano, não estão vivos. E daí qual será o outro discurso. Penso que é momento de se vangloriar por outras realizações não apenas essa da Independência Nacional.

  30. nhandayeyoooooooooooooooooooooooo como alguém tem coragem de dizer publicamente tanta parvoíce junta?e assinar k e jornalista!bem em moçambique , pais democrático,cada diz o que pensa mas tentar ludibriar as pessoas assim e dmais. escuta , eu tenho os meus olhos bem abertos pra ver por mim e com capacidade de raciocínio critico pessoal!!!!!! mais nao digo.

  31. Senhor Gustavo! Gostava de o conhecer pessoalmente face-to-face! Depois poder lêr seus pensamentos! Estranho que poucos concordam com o Sr. isso para não dizer ninguém! Poxa venha ca a Beira! eu o levo a Munhava e vamos apurar os factos! Não se preocupe que ninguém o vai linchar, porque creio que ninguém o conhece. Só quero que me responda a essa pergunta: "Sua familia, se a tiver! e espero que tnha! concorda com sua opinião? Claro que não é obrigada a concordar!" Acha o Sr. que esta preparado para estar na oposição em Moçambique?

  32. kkkk, o k e’ lambibotismo? Como e’ ele comporta-se? sera’ que o membro senior da Renamo que apareceu em public declarando o seu apoio e’ lambibota? Nao devido que Mavie seja pro frelimo, noto que ele faz de tudo e fala bem do seu partido, os outros deviam fazer o mesmo falem bem dos vssos partidos nao falem dos outros.

  33. Mas o campo da Munhava é da frelimo ou é do povo moçambicano? essas coisas de comparações muitas das vezes não nos faz bem, não estou contra porém as circunstancias e o contexto contam bastante para uma mundovidencia esclarecida. eu i mesmo aqui em maputo as caravanas se cruzarem, mas nada disso aconteceu! Querá o jornalista dizer que os moçambicanos não civilizidado? se é o caso, não estará a ofender o povo moçambicano, de modo particular aquele que veio apresentar os factos em diversos canais de tv? num dos canais televisivo alguem afirmo que o secretáro havia passa por aquele local minutos antes – isso não tem significado nenhum? será que as palavras ditas em Quelimane "vamos levar o municipio mesmo que tenha de correr sangue" não a aplicação na prática, uma vez que existe uma disciplina partidária. acho que são aspectos que o jornalista deveria tomar em conta para analisar os factos.

  34. Qual varanda qual quê ? A frelimo já tem varanda ?Que mal há em fazer o comício próximo da sede do outro partido? Há alguma coisa que proíba?A questão é que está faltando ai a aceitação e convivência de outros partidos

  35. Caro Gustavo Mavie, sera que o senhor é mesmo jornalista? Após uma análise cuidadosa da sua missiva, pareceu-me que o senhor é advogado de defesa da Frelimo. Pelo que, a meu ver e uma vez que não há mínima ou máxima idades para sentar-se na "carteira" e aprender, creio que ainda vai a tempo de mudar de ofício e dedicar-se ao ramo de Direito.

  36. o Mavie anda desinformado e por conseguinte quer desinformar os outros… uma coisa ee certa a festa de ampanha eleitoral do MDM e na altura da RENAMO sempre tem fim na Munhava, entao nao foi pelo facto de estar ou nao estar perto da sede do partido FRELIMO na Munhava, mais sim o espirito de boicote… faria uma questao simples, porque ee que isto nao aconteceu nos anos antecedentes e somente acontece agora em que a cidade da Beira ee totalmente do MDM???? Parem de manipular as pessoas e deixem as coisas acontecer naturalmente…..

  37. Caro Mavie, O homem que viveu na Inglaterra e em pouco tempo carregou os custumes e habitos de la pra a sua patria amada. Isto demostra claramente que apesar de ter sido nomeado a cargo de Director de AIM, nao esta feliz em voltar a viver em Mocambique. algo normal para que vem da extrema pobreza e teve a oportunidade de espreitar um luxo.

    Se querer defender a tamanha vergonha das duas partes(MDM e FRELIMO), deixe me ajudar caro jornalista Mavie, Nao sei se e do seu conhecimento, mas no famoso bairro de Munhava tambem reside eleitores que precisam(como tantos outros) de serem " Namorados" e o facto de Frelimo ter uma sede nao quer dizer que o MDM Nao pode fazer a sua campanha la e vice-versa. Se fossemos a comparar, como o caro jornalista gosta(mas desta vez, nao e Inglaterra com Mocambique) Antes da FRELIMO estalar a sua sede no bairro Munhava ja estava la a sede da RENAMO mas na minha openiao isso nao pode impedir qualquer partido de estalar uma sede qualquer ou de fazer uma campanha nas redondesas da sede de um partido qualquer….

  38. O Sr Gustava Mavie, definitivamente o sr não serve de Jornalista. É totalmente triste que talvéz parte ou toda a hostória de Moçambique seja escrita por gente como o Sr, porque se isso for verdade, meu filho não pode assimilar estas merdas.
    Sinceramente o Sr é uma vergonha em pessoa.
    Para seu nível e cargo não deveria escrever coisas infames contra um nem outro, se não apenas fazer uma avaliação independente.

    Mas Sr Mavie voce é uma tristeza juro….Meu Deus onde já se viu jornalista como voce pa??????

  39. Desculpa mas este tipo deve estar louco, então a policia militar e da Frelimo??????esta para proteger a varanda da sede o partido Frelimo????????? a Beira e de todos e não da frelimo, se foi usado aquele recinto foi devido ao facto de haver nas mediações um campo de futebol. Gustavo Macie….please para de ser escova e diz a verdade……tenho muitos sapatos aqui, podes vir polir os meus os dos da Frelimo já brilham demais.

  40. Será que este senhor é mesmo jornalista? Pelos vistos não apreendeu nada da sua vivência em Inglaterra, onde também os espaços públicos não são pertença de ninguém! Afinal os comícios em Moçambique não observam marcação prévia de espaços? Para que serve a CNE? E depois porque razão terá ido a caravana da FRELIMO para o meio do comício de outro partido? Porque se ia dirigira à sua sede local? Chega de tanta desinformação e respeite o código do jornalista, se é que sabe o que isso significa!

  41. Atenção meu caro Gustavo Mavie, como jornalista que é, acredito que está de cabeça fora do lugar, este tipo de lambebotismo não lhe vai ajudar para nada. Não ajuda porque o senhor está a fazer de tudo para desinformar as pessoas, por exemplo, quando diz que em 2004, o MDM tentou culpar a comissão de eleições… creio que não está a pensar bem, porque o MDM surgiu em 2009. Mas o que mais me preocupa é que não constitui verdade que o Campo da Munhava na Beira está a 200 a 300 metros da sede da Frelimo. E mais esta não é a primeira vez que o MDM faz encerramento de campanha naquele lugar, se se recorda, em 2008, Daviz Simango quando concorreu como independente fechou a campanha naquele local, em 2009 o próprio MDM fechou a campanha ai, então só hoje é que está na varanda da sede da Frelimo?
    Meu caro pare de tentar desinformar a todo custo os cidadãos, porque pelo que entendi neste seu texto, o senhor que culpar ao MDM pelos assassinatos que aconteceram. Não se esqueça que há dias circularam mensagens aqui no facebook de declaração da Frelimo de que nestas eleições autárquicas as cidades da Beira Conselho Municipal de Quelimane a ferro e fogo devem voltar as mãos da Frelimo, e é início da ofensiva pela ocupação a força da Beira, e para tal tens que se recorrer a derramamento de sangue deste povo que vai votar.

  42. acho que o senhor nao conhece a beira,e sabido pelos todos que os partidos da oposicao fecham e valorizam as suas campanha na zona da munhava,os responsaveis do partido d todos nos deviam fazer uma avaliacao e pela encheente jamais vista que comecou pela manha,d nao fazer a sua campanha nesta zona e naquele momento.

  43. Apesar da festa ocorrer nas aproximidades da varanda do vizinho, num mundo onde não se pode escolher a violencia para resolver nossas diferenças, ele tem toda obrigação de consultar e ate negociar com o outrem de boa forma para por fim a violação de sua propriedade.

DEIXE UMA RESPOSTA