X

Houve “Lavagem Cerebral” no Gil Vicente

Porque a sabedoria popular diz que hip-hop é poesia, coube ao poeta e também mestre de cerimónia, Feling Capela, a responsabilidade de abrir a noite. Com voz sonante e muita classe, Feling apresentou um poema intitulado “Chove em Moçambique”, em homenagem às vítimas das cheias.

A noite de sábado findo, 21 de Fevereiro, foi a escolhida pela Letela Produções e pelo rapper Flash Encyy, também conhecido por Vacina Boss, para promover, oferecendo um memorável show de underground, o álbum Lavagem Cerebral, no Café e Bar Gil Vicente.

No palco desfilaram grandes rappers que, muitos deles, não constavam do cartaz, dentre eles, Rage o Incendiário e K Real. Para além dos rappers aludidos, o show contou ainda com a presença da banda Black Liberation Hip Hop – agrupamento que faz fusão do hip-hop e do Raggae, Wrong Mind, Nick Slim e do Dj Asnepas, que segundo Flash, prestou um excelente trabalho.

Já à entrada triunfante do rapper Flash Enccy, que foi sucessora da banda Black Liberation Hip Hop, os braços do público navegavam no ar como peixes no mar, as cabeças estavam em constante aceno no sentido de aceitação. Flash aproveitou a ocasião para estreiar o videoclip da música “Oh Vida”, produzido pela Matsinhe Films e dirigido pelo Prime Akime.

“Lábios da Aurora” Liberdade de Sonhar”, “Oh Vida”, Flores do Universo” e “O Legado”, foram alguns dos temas que fizeram parte do repertório musical do Flash Enncy.

Ver Comentários (0)

Comments are closed.