Eventos More Jazz festival – Angelique Kidjo fala da sua carreira em “Masterclass”

More Jazz festival – Angelique Kidjo fala da sua carreira em “Masterclass”

A equipe do More Jazz esteve esta terça-feira (26), no complexo universitário da UEM a orientar um masterclass para estudantes de musica.  Angelique Kidjo, sem desperdiçar o momento para alegria de muitos presentes falou da sua carreira.

Numa das partes da história ela conta que sempre quis ser artista, mas durante o tempo de escola, em algum momento cogitou fazer direito humanitário, pois sempre foi apologista da luta pelos direitos humanos, tanto que varias vezes viu-se a lutar fisicamente em defesa dela ou de outros colegas.

Angelique conta que saiu da França porque já não aguentava com a claúsula contratual que dizia que ela só podia fazer um determinado estilo de musica e até mesmo as letras eram pré-concebidas. A cantora acrescenta dizendo que apesar do dinheiro que ganhava ela preferiu voltar a Benim, pois acredita que o artista tem que ser livre para que possa libertar sua inspiração e isso não era possível na Europa porque eles já tem uma concepção de como um africano deve se comportar.

A apresentação da carreira de Angelique Kidjo, foi tão boa pois foi abrilhantada por dois momentos musicais na companhia do seu guitarristas norte americano, James e do saxofone do Moreira Chonguiça.

Depois o primeiro momento musical deu espaço a um momento de perguntas e respostas entre a artista e os presentes na sala.

A cantora Beniense respondendo a um estudante contou que o inicio da sua carreira não foi fácil pois era confundida com prostituta por causa da ideia da marginalização dos artistas no modo geral e ela como mulher só piorava a discriminação. Aquilo era tão incomodo para ela, mas não foi-lhe difícil superar porque tinha o total apoio da sua família.

Questionada sobre a sua visão a musica jovem africana, Angelique respondeu que o que lhe preocupa é a obsessão da juventude pelas coisas negativas, mas o resto é evolução. A cantora diz que os jovens  precisam preocupar-se em fazer coisas iguais a dos outros, pois cada um é o que, só há um Jay-z e uma Beyonce.

O fim do debate foi abrilhantado pela musica Sodade da cantora Cesaria Évora, mas na voz de Kidjo, no sopro do Moreira e na guitarra de James.

Veja o video.

https://www.youtube.com/watch?v=SMVDa7PbXKg&feature=youtu.be