Coisas de Moçambique Não Tapem a Cara, Estes Problemas Existem e São Nossos!

Não Tapem a Cara, Estes Problemas Existem e São Nossos!

COMPARTILHE
Se este artigo se convertesse em um slogan, seria: “ESTAMOS TODOS AQUI”
Tirem as mãos da cara, estes problemas existem, são nossos!

O nosso país esta passando por modificações que vêm assustando aos vivos e mortos. Sim, eles também gritam “A Massinguita”( vergonha ). É sobre as ditas vergonhas, que tendem a virar normalidade na Pérola, e que temos ignorado, que venho falar. Chegamos a uma fase em que é indispensável pôr assuntos do género no centro de debate! Não dá para ignorar temas como estes, não dá para ignorar quando vemos homossexuais, lésbicas, homens mais velhos com raparigas e mulheres mais velhas com rapazes. Não dá para ignorar as pancadarias que andam pelas ruas, quando as mulheres casadas são descobertas pelos seus esposos ao lado de gigolôs. Sim, temos gigolôs em Moçambique e vocês sabem disso! Também temos raparigas e mulheres casadas com duas faces. Bem comportadas de dia, ”normais”, mas que de noite são prostitutas da elite, ou do povo! E existem também os homosexuais e lésbicas, assumidos e não assumidos.Temos homens e mulheres importantes na vida do povo Moçambicano, que são gays e lésbicas não assumidos, que vivem suportando uma capa falsa, mantendo esposas/esposos que nem se quer amam… isso tudo por causa do preconceito existente na sociedade! Vemos jovens se suicidando após descobrir que o seu melhor amigo dormiu com a sua namorada… se formos a analisar isso com calma, é tão escandaloso quanto a homossexualidade… (na cabeça de muitos, homossexualidade… é escândalo). Mas, a sociedade, de tão hipócrita que é, critica tudo e todos, mas volta e meia faz o mesmo, cai na podridão que tanto abomina. Ninguém fica de fora, todos nós estamos num círculo vicioso de hipocrisia aguda!

Vejamos só os casos que consideramos de outro mundo, mas que temos em “stock” na Pérola:

1 – Relacionamentos em que a diferença de idade, é “extravagante” aos olhos do povo.


Quem nunca viu um casal em que um dos parceiros tinha a idade para ser Pai/Mãe ou Filho/Filha e até neto/neta do outro? Há tantos casos como este na Pérola. E assumo que já fui vitima de tal preconceito. Ela tinha idade pra ser minha Mãe, mas não era! Tratava-se de amizade, companheirismo e satisfação de ambos. Mas é algo que a sociedade não entende, limitavam-se a fazer caras de segunda feira, quando nos viam pelas ruas de mãos dadas ou abraçados. Eu ficava com a fama de chulo (aproveitador, interesseiro) e ela, com a fama de traidora… mas nada disso existia!

Há mulheres mais velhas que se envolvem com jovens porque precisam de segurança, alguém com uma visão futurista, que as de confiança, amigo, companheiro para o resto dos dias que lhe restam, e, satisfação sexual (muitas das vezes resume-se nisso).

E quanto às relações em que o mais velho é o homem? E o que a maioria das jovens querem neles?

Pode se dar o caso de que o homem seja um viúvo, não estar ligado a mais ninguém. Porque é que não poderia envolver-se com alguém mais novo? E o que impede a mais nova de envolver-se com um homem desses? Nada, absolutamente nada! Tudo que os dois procuram é confiança, satisfação de ambos. Há mulheres mais novas que sentem-se mais confortáveis nos braços de homens mais velhos, que nos braços de um jovem charmosão, perdição das menininhas.

Como também há aquelas que buscam os coroas somente pelos bens materiais. Alimentação para os seus telemóveis de último grito (oferecidos pelos mesmos), extensões  jantares e viagens intermináveis… enfim, para manter um estilo de vida que os seus progenitores não podem suportar. E, na maioria das vezes a desculpa é esta : “ele paga os meus estudos”, qual quê, muitas delas nem estudam, e se o fazem, é somente para manter boa aparência aos olhos do Madala! Pois elas não vão às redes sociais postar fotos dos novos livros que compraram, as suas notas ou diplomas, não, são os ditos telemóveis, pratos de restaurantes caros, sapatos… e toda essa gama de vaidade!

2 – O que leva as mulheres e homens mais velhos, a trair os seus parceiros com jovens?


– Simples, quando alguém deixa de cumprir com os seus deveres de esposo/esposa (deveres na totalidade, não me refiro somente ao material), ou já não o faz com a mesma euforia de antes, começam sendo criadas fantasias… sofre-se a tentação de “pular a cerca”. E ao fazerem-no, raramente conseguem voltar para dentro dela definitivamente. E a vida vai andando assim, com uma perna no lar, e a outra na rua, com alguém mais novo que ele/a. Mas por vezes um deles perde a afeição pelo seu parceiro, e sentem-se mais atraídos pelos jovens. Daí que procuram parceiros mais novos, com o “corpo em dia”, e não medem esforços quando se trata de retribuir os serviços prestados. É daí que nascem os gigolôs e as “garotas de programa” requintadas. Não há amor nesses casos, e o que manda é o dinheiro. Seja pouco, ou muito, ele tem de existir! Há jovens que se envolvem sexualmente com estes, somente para fins lucrativos!

3 – E o que leva o gigolô e a garota de programa a agir assim?


A vida! Nada mais, e nada menos que a vida e seus stresses. Os caminhos que a sociedade rotula como “mal”, são sempre lucrativos e de fácil acesso!

O jovem procura emprego, uma vaga na universidade… e não consegue! E se encontra o dito emprego, muitas das vezes não recebe um salário digno de si! Se não tem, procura ter uma aparência agradável e usa-a como fonte de rendimento! Daí haver tantos jovens com os corpos estufados (as senhoras deliram), e haver várias raparigas altamente produzidas, com curvas de parar o trânsito (perdição dos Madalas). Investe-se forte nesse negócio! Na maioria das vezes os gigolôs e as garotas de programa são bissexuais, envolvem-se com todos! O que manda é o dinheiro, e uma boa quantia conquista qualquer um!

Não estou dizendo que sou a favor de tais métodos, não, estou apenas a dizer que eles existem e que uns dos motivos são estes, acima apresentados!

4 – Homens e Mulheres com duas capas ( Homossexuais e lésbicas )


Há tantos homens e mulheres, casados, que mantêm relações “hiper-secretas” com pessoas do mesmo sexo. Sim, temos disso em Moçambique. Vai desde a classe baixa, até à elite! São muito poucos os homossexuais e lésbicas assumidos.Temos até uma associação dos mesmos, mas será que são todos que temos em Moçambique? Nada disso, ainda há vários casos ocultos!

Vemos casamentos e relações fingidas, tudo isso para fugir à lábia do povo. Acredito que se o povo não reagisse negativamente a tais casos, veríamos muitos mais homens e Mulheres de negócios, artistas … mantendo relações com pessoas do mesmo sexo, aos olhos de tudo e todos! Mas, até agora muitos deles escondem-se, e assim será até que venha uma tele-novela Brasileira, e consiga convencer o povo de que isso, hoje em dia, é normal!

5 – E quanto aos “normais”?


Vivem trespassando-se de um lado para o outro. Esfaqueamentos, lutas sucessivas… por motivos de traição… Hiv sendo transmitido de pai para filha (recentemente, mais uma vez vimos isso nos jornais) E é isso que consideramos normal? Adultos violando crianças, amigos dormindo com esposas uns dos outros e se orgulhando por isso. Pais namorando as filhas/filhos dos seus amigos, professores com alunas. Sexo nos escritórios, sexo para subir de cargo… quer dizer, isto sim, é normal? Mas quando pessoas do mesmo sexo, ou com diferença de idade “extravagante”( aos olhos de muitos)… quando estes unem-se pelo amor, confiança, companheirismo, amizade… fazem tempestade! Criam debates nas tv’s, rádios, escrevem artigos… vêm os conservadores e religiosos com sermões, e são os mesmos que praticam, e têm casos do género bem na ponta dos seus narizes.

São casos como estes que levantam tanta indignação pelas ruas. Que o povo vive com medo de enfrentar e modificar o conceito de “normalidade”.

Até quando vamos aturar tamanha hipocrisia? Quando vamos entender que o mais importante numa sociedade, para que ela se mantenha sã, saudável… é que haja respeito e amor dentro dela? Pois todos nós temos certa culpa no que estamos a viver.

E não adianta olharmos para tais casos como se fossem de outro mundo, pois eles estão entre nós há muito tempo! E que só nos recusamos a conviver diplomaticamente com eles! Que haja mais respeito às escolhas alheias. Que não ignoremos problemas como estes, como disse Jesus ”Nem só de pão viverá o homem”, digo eu, ” Nem tudo é política”!

Profile photo of Chil Emerson David
Emerson David de A. Chiloveque, 24 anos de idade, nacionalidade moçambicana. Estuda Relações Internacionais e História, em Tula, Rússia. Assumiu-se escritor amador há 2 anos. Chil escreve contos, crónicas e artigos para jornais e blogs. Enamorado pela arte, Chil encontrou na escrita a paz que precisa para contribuir para o desenvolvimento e enriquecimento cultural da humanidade.

COMENTE PELO FACEBOOK

4 COMENTÁRIOS

  1. Pois é, senhores e senhoras..tdo isso existe sim…a homosexualidade é o fato..e devemos respeitr isso…muita pena e doloroso saber que ha pessoas que conhecem o inferno d perto, isso tdo por medo de assumir k é lesbica, gay etc, pois a sociedade mocambicana infelment ainda esta cheio d preconceito…agora eu pergunto..ate onde vamos com isso?? Sera justo mesmu dexar pessoas vivrm uma vida triste, só pra agradar a sociedade??…quanto ao caso d mulheres/homens mais velhos com meninas/meninos mais novo eu achu que devemos sim respeitar isso…..afinal d contas, quem manda nos nossos coracoes?????….por favor paremos um pouco de criticar, preconceito…e muito menos envolvendo deus nas nossas ignorancias….pois ele só e simplesmente deseja a nossa felicidade…..se a tua felicidade querido(a) esta ao lado d alguem do mesmu sexo siga em frente…viva ixu…bjxxxxx

  2. quanto a hipocresia concord plenamente que ha muita hipocresia em Mocambique assim como no mundo inteiro. quanto ao ajuntamento de pessoas mais velhas com mais novas, nao tenho comentarios mais eu acho muito esquisito, duvido que as motivacoes sejam correctas. o homossexualismo esta claro que nao e nada normal “e uma abominacao” a biblia confirma isso (Romanos 1:18-32 deixa bem claro). Resumindo, a causa dos problemas desse tipo e a falta de conhecimento da verdade o que interfere nos nossos padroes de vida.

DEIXE UMA RESPOSTA