Sangramento após a relação sexual

O sangramento nas mulheres é bastante comum, especialmente em mulheres que já estão na fase menstrual. Sangramento durante o acto sexual gera alguma preocupação, pois pode significar algo mais grave, como infecções, doenças sexualmente transmissíveis, pólipos ou até mesmo câncer vaginal.

Sempre que o sangramento surge após o acto sexual e de forma frequente, é aconselhado procurar o ginecologista para identificar a causa correcta do problema para iniciar o tratamento.

Eis a lista a lista das possíveis causas do sangramento após o sexo:

1. Rompimento do hímen

O rompimento do hímen geralmente acontece na primeira relação íntima da mulher, apesar de existirem casos em que esse rompimento pode acontecer bem mais tarde. Essa membrana geralmente é rompida pela penetração do pénis durante a primeira relação sexual, causando sangramento. Existem mulheres que apresentam um hímen flexível, ou complacente, e que não rompe na primeira relação sexual, podendo-se manter por vários meses.

2. Secura vaginal

É um problema bastante comum em mulheres após a menopausa, mas pode acontecer em mulheres de qualquer idade, principalmente quando se faz algum tipo de tratamento hormonal. Nesta situação, a mulher não produz correctamente o lubrificante natural e, por isso, durante a relação íntima é possível que o pénis possa causar pequenas feridas que acabam causando sangramento e dor. A falta de lubrificação pode ser decorrente de um baixo nível de estrogénio.

3. Relação íntima intensa

Geralmente, uma relação sexual muito intensa, com penetrações vigorosas, gera mais atrito entre o pénis e a vagina, podendo causar traumas que levam ao sangramento. Posições complicadas e diferentes do habitual podem ser a causa do problema.

4. Pólipo vaginal

Pólipo vaginal consiste em um crescimento excessivo de células na parede interna do útero, formando bolinhas semelhantes a cistos que se desenvolvem para o interior do útero. Estes podem surgir na parede da vagina e, devido ao contacto e fricção com o pénis durante o contacto íntimo, podem acabar sangrando.

5. Infecção vaginal

Vários tipos de infecção na vagina podem causar inflamação das paredes da vagina. Geralmente quando isso acontece, existe um risco muito elevado de surgirem pequenas feridas durante o acto sexual, que acabam resultando em sangramento.

6. Gravidez

A gravidez pode causar pequenos sangramentos no início, portanto é sempre bom fazer um teste caso desconfia que esse possa ser o motivo.

7. Câncer na vagina

Apesar de ser raro, a presença de câncer na vagina também pode causar sangramento durante ou após o contacto íntimo. Este tipo de câncer é mais comum após os 50 anos de idade ou em mulheres com comportamentos de risco, como ter vários parceiros ou ter relações desprotegidas.

8. Doença Pélvica Inflamatória

A doença pélvica inflamatória é geralmente resultado da propagação de uma DST (doenças sexualmente transmissíveis) para o útero, as tubas uterinas ou os ovários. Além do sangramento, os sintomas podem incluir dor pélvica, febre e secreção vaginal.

9. Muito tempo sem ter relação sexual

Um leve sangramento pós-relação sexual que aconteça depois de um longo período sem relação sexual é inofensivo, porém gera uma certa inquietação. O recomendável é marcar uma consulta médica.

10. Ectopia cervical

A ectopia cervical é ferida no colo do útero, geralmente causada por uma inflamação da região do colo do útero. Como esse revestimento é muito fino, ele acaba sendo muito susceptível a sangramentos durante as relações sexuais. Pode ser necessário cauterizar a lesão. No entanto consulte o ginecologista.