Há quem diga que não existe sexo mau, por se tratar de uma penetração apenas. Poucos sabem que o sexo é algo que envolve sentimentos… É amor mútuo que conta, a afinidade e atracção. Certos comportamentos na hora H, acabam com qualquer transa. Conheça dez atitudes que você jamais deve ter durante o sexo.

1. Não esboçar reacção durante o sexo

Demonstrar cansaço

Talvez você não seja do tipo que fala do quanto está gostando da transa ou que grita de prazer ao chegar ao orgasmo. Até aí, não nenhum stress. O que não pode acontecer é deixar de mostrar para o parceiro que você está envolvido naquele momento e de indicar se está gostando ou não. “Não interessa os palavrões e altos gemidos, é necessário mostrar uma cara de satisfação ou um movimento corporal que indique ao seu parceiro se está no caminho certo”.

2. Dar atenção ao seu aparelho electrónico

Not. 5

Mexer o celular, o computador ou videogame durante o acto sexual é constrangedor e desestimulante para o parceiro. “A hora do sexo é tão importante e deve ser consumado com presença de ambos. Deixe o celular desligado, silencioso, no modo de voo ou então coloque em um lugar não visível, para não despertar a curiosidade.

3. Fingir estar a sentir prazer

Fingir prazer

Simular estar a gostar da relação sexual pode até parecer uma boa estratégia, pois assim, mas acaba com todo o clima. A longo prazo, esse comportamento leva à frustração sexual. “Se o fingimento se torna rotina, perde-se a oportunidade de dividir com o outro o que pode ser melhorado, seja a posição, a pegada ou o estímulo”. Para direccionar o parceiro, é fundamental conhecer o próprio corpo e as áreas mais sensíveis, além de sugerir novas manobras delicadamente, evitando o tom de crítica.

4. Pressionar o parceiro a aceitar uma novidade

Organismo

Seja para testar uma posição sexual, um acessório erótico ou para realizar um fetiche, não necessidade de ser algo forçado. “Há que usar meios para convencer o parceiro, de forma agradável e sensual. Mas é preciso respeitar quando o outro não concorda, mesmo com muita insistência, em testar qualquer novidade”. Para aumentar as chances de sucesso, o melhor é preparar o parceiro antes e criar um ambiente diferente, para estimulá-lo, mas com calma.

5. Apenas dar atenção aos órgãos genitais

Partes intimas

Mamilos, coxas, costas, bunda, pescoço… Todas as áreas do corpo, quando bem estimuladas, podem levar ao delírio homens e mulheres. “O mais gostoso é acariciar o corpo inteiro com toques, pegadas, lambidas, mordidas e deixar o órgão sexual por último… aumenta o tesão”. Ir directo ao ponto e partir para uma rapidinha também é válido uma vez a outra, mas saber que existem outras áreas a serem exploradas no corpo, faz toda a diferença entre uma transa inesquecível e aquela que será vista apenas como mais uma.

Recomendado para si:   4 Verdades Sobre Viver Com a Namorada

6. Não se preocupar com o outro quando chega ao organismo antes

Not. 3

São poucos os casais que conseguem atingir o clímax da relação sexual juntos, mas é preciso comprometer-se a dar prazer ao outro, ainda que você chegue lá primeiro. “Caso a pessoa que já gozou não demonstre iniciativa, a outra pode mostrar ao parceiro onde quer ser estimulada”.

7. Responsabilizar o parceiro pelo preservativo

Camisinha 1

Embora muitas mulheres pensem isso, a obrigação de carregar preservativo não é do homem. O casal deve estar sempre prevenido, para não ter que se preocupar com DTSs e uma gravidez indesejada. “Uma mulher moderna vai ter o seu preservativo na bolsa e entrega ao parceiro quando necessário”. Também pode-se optar pelo preservativo feminino, que é uma outra alternativa para o sexo seguro, quando o homem não quer usar a camisinha.

8. Usar roupa íntima em mau estado

Cueca furada

Peças sem elástico, furadas e desbotadas não deveriam estar na gaveta de ninguém, muito menos no corpo de quem está se preparando para uma relação sexual, sob risco de minar o tesão do outro. “A lingerie é um estímulo visual, um acessório que contribui para as preliminares”. Então, se na hora H você perceber que a peça íntima escolhida não é adequada, o melhor é tirá-la e se mostrar para o outro nu. A atitude vai parecer bem sedutora

9. Demonstrar cansaço

Not. 1

Todo mundo tem seu dia de esgotamento físico e mental, mas demonstrar isso durante o sexo pode ser desanimador para o par que está lá, dedicando-se a lhe dar prazer. Por isso, nessas situações, é melhor ser franco, dizer que não está a fim de transar e propor outro programa, como um banho de banheira juntos ou uma sessão de massagem. “A relação pode acabar sendo boa para ambos mesmo que um dos dois esteja cansado ou sem muito desejo. Mas cabe a cada um analisar se vale a pena ou não tentar”.

10. Filme Pornô

Assistir filme pornô

Os filmes pornográficos mexem com o imaginário de homens e mulheres e podem colaborar para a vida íntima. Mas é preciso separar bem a ficção e a realidade. Um equívoco comum entre os homens é, por exemplo, achar que a mulher deve demonstrar prazer gemendo e gritando como as actrizes ou, ainda, estar sempre pronta para a penetração vaginal ou anal, sem que seja necessária uma boa preliminar. Já as mulheres correm o risco de se decepcionar com a duração da erecção do parceiro e com o tamanho do pénis dele, ao compará-lo com os actores. “São filmes legais para assistir, aprender manobras, excitar-se. Mas devem ser encarados como obras de ficção”.