o verdadeiro poeta não finge que sente!
sofre… sempre… na alma porque ama…
sincero, recto e honrado ele nunca mente
quando suas dores declama…

soldado de papel e caneta
na sua missão não dá tréguas a mentira ou invenção…
porque escreve com o coração!
luta, sua, grita, corre, voa… e no final apenas comenta!

a perfeita imperfeição entre tudo ele procura…
entre tempos e lugares na sua doença sem cura…
o verdadeiro poeta não diz a sua verdade…
pois se o fizesse levaria uma eternidade!

Recomendado para si:   Poeta Militar: eu sou aquilo que o meu bairro me faz